Pensa em ir pro Velho Mundo?... pensa bem!


Se você não viu, perdeu!! No dia dos namorados, pouco mais de um milhão de irlandeses colocaram em crise a União Européia. Eles votaram não a seu novo tratado. HOJE (dia 19), o Parlamento Europeu vota em um outro tipo de Não, que terá sérias conseqüências para a América Latina e os países em desenvolvimento. A UE, como bloco, imporá um Não a seus imigrantes. Dentre as novas medidas – e a que é considerada a mais polêmica – está o poder de deter por 18 meses, ou deportar, os imigrantes ilegais (independentemente de terem filhos nascidos ali ou uma vida estabelecida). E não é pouca gente: São mais de 8 milhões de “irregulares” e que constituem o dobro da população irlandesa (somando o sul e o norte da ilha), e seu número é igual ou maior do que quase a metade das populações de seus 27 países membros. Vale ficar atento ao que fala o analista internacional e ex-professor da London School of Economics (LSE) Isaac Bigio. Ele diz que os novos sistemas da UE podem afetar seu sistema de liberdades e os direitos humanos de suas minorias mais marginalizadas. "A América Latina será golpeada pelas medidas, pois terá que reacomodar milhões de expatriados, criando problemas internos e privando-se das remessas e dos mercados que estes geravam". Leia mais em http://www.brpress.net/todascolunas.asp?colunista=6

2 comentários:

Sr. M disse...

é... se ferremo-nos...

Juliane Soska disse...

família Soska escapou por pouco então de levar um pé na bunda?haha
primo chegando de Londres amanhã!