Emmy só pra Globo


Uma matéria de hoje da folha fala do boicote aos cerca de 300 profissionais de 150 países que participam no Rio de Janeiro do Academy Day, evento da Academia Internacional de Televisão, Artes e Ciências, entidade que concede o Emmy, o Oscar da TV. É que, segundo o jornal paulista, entre os brasileiros, somente profissionais da Rede Globo têm acesso aos painéis que discutem a TV. A informação foi dada pelo jornalista Daniel Castro, da Folha. Das concorrentes da Globo, somente o principal executivo foi convidado para o jantar de abertura, anteontem, com a presença do presidente Lula. A restrição às TVs brasileiras causou protestos da Record (que na semana passada questionou a credibilidade da premiação do Emmy, cuja festa é patrocinada pela Globo). A emissora carioca diz que o Academy Day é um evento privado e fechado e que os painéis são para membros da academia --das emissoras brasileiras, apenas a Globo é membro da instituição. Vai dar pano e manga... tem mais: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u443319.shtml

8 comentários:

Juliano disse...

É complicado né professor? Isso já não assusta mais, mas é lamentável.

Juliane Soska disse...

e essa foto nada me lembra o dia de hj.
anoiteceu em porto alegre
às 9h da manhã

João Rock disse...

O importante que a Record já tem unhas para arranhar! Isso já é um grande passo.

Misael disse...

A hegemonia da globo é surpreendente.
recomendo o documentário censurado no Brasil, Muito além de Cidadão Kane. Ele fala um pouco sobre os bastidores das grandes emissoras brasileiras. Um pouco desatualizado, mas interessante

Juliane Soska disse...

em excesso até fracasso faz sucesso, meu irmão

Marcos Santuario disse...

a imagem do caribe pode pelo menos remeter aos ciclones e furacões que parecem que estão chegando por aqui ahah

Marcos Santuario disse...

mas a hegemonia global tem se abalado... na europa e no norte da África já não é mais a Globo Internacional que reina na programação de emissoras internacionais...

Mateus Trindade disse...

Nada como um dia após o outro.