Mídia baixinha

O Dia das Crianças já passou,mas dois fatos marcaram o mundo, com diferentes intensidades, envolvendo os pequenos. O primeiro deles foi Falcon Heene,a quele garoto nos EUA que, o mundo midiatizado ficou especulando sobre se ele estava ou não no balão, construído pelo pai e, segundo a família, solto pelo outro filho. O engraçado, ou trágico é que, depois de aparecer na sala de casa, enquanto a TV mostrava o balão onde ele possivelmente estivesse, Falcon acabou dizendo, na frente do pai, em entrevista: "Mas você disse que isso tudo era pelo show!!!" ...

...A outra criança midiatizada foi mais vítima do que participante ativa da trama humana. Uma mãe, no mínimo desatenta, não viu o carrinho de bebê, com seu pequeno, deslizar na plataforma da estação e cair bem na frente do trem que chegava ali, em uma cidade australiana... vah... o carrinho foi arrastado, e o bebê, de seis meses, sobrevive...

UFA... as crianças sobreviveram. Uma ao pai inventor e a família que já está tentando,mesmo antes do ocorrido, participar de um reality show nos EUA... A outra a uma mãe, que por segundos, mudou sua vida e a vida do bebê, que saiu com um galo na cabeça... e uma experiência de renascer.... quer saber mais? Vailá: http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,garoto-de-6-anos-flutua-a-mil-metros-em-balao-de-helio-nos-eua,451089,0.htm e http://www.estadao.com.br/noticias/geral,bebe-cai-debaixo-de-trem-e-sobrevive,451437,0.htm

4 comentários:

Juliane Soska disse...

bah, essa do bebê do trem foi de arrepiar.
doeu ver, mesmo sabendo que ele sobreviveu. glória!

o outro...zero coments. que beleza vai ser com o baita exemplo em casa. family fail!

Marcos Santuario disse...

Hoje já está comprovado... foi tudo uma GRANDE farsa mesmo... bah... imagina a cabeça das crianças mesmo... e o caráter no futuro!

João Rocha disse...

Com esta estória do balão chegamos no fundo do poço. As pessoas fazem as coisas mais absurdas para mostrar-se ao mundo. A necessidade em tornar-se conhecido e ter reconhecimento acaba com a vida muitos!

João Rocha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.